O DIA DA BANDEIRA

O dia 19 de novembro foi o Dia da Bandeira. Nossa bandeira é o símbolo maior da pátria brasileira. É bela, altaneira e invicta como nenhuma outra do mundo. Muitas vezes esquecida e até ultrajada por pessoas que nada sabem sobre a terra em que nasceram. Com o modernismo, as escolas não ensinam mais aos jovens a educação moral e cívica, nem organização social e política do Brasil. Aliás, mal aprendem a ler e escrever.

O alistamento militar é obrigatório, mas a maioria nem sequer é convocada. Assim, o patriotismo vai tomando outra direção. O Dia da Bandeira tem sido comemorado nos quartéis, onde o culto ao “Pavilhão Nacional” é prestado por força de lei. Nesse dia, as bandeiras rasgadas pelo uso são incineradas diante das tropas e convidados especiais.

Em 2007, assistimos pela TV uma cena chocante de ultraje à bandeira. Durante a solenidade em Bauru, um repórter da TV (Marcos Paiva) resolveu descrever a bandeira brasileira e seus significados. Quando chegou a vez do azul, disse, com palavras próprias, que... “apesar de ensinarem nas escolas que o azul representa nossos céus, a verdade é que o azul da bandeira brasileira tem a ver com a cor do manto da virgem de Portugal”... (?). Transmissão ao vivo, nas barbas do oficial responsável pelo cerimonial.

Com o livre arbítrio, desde os tempos de Moisés, cada um pode praticar a idolatria que lhe convém. Mas tentar enxovalhar a bandeira nacional num momento desses é muito atrevimento. Esperamos que não se repita.

(carta publicada na Coluna do Leitor do JC [Jornal da Cidade - Bauru - www.jcnet.com.br], assinada por Edison Sanches - RG 2.850.199)

Edison Sanches (leitor) - Jornal da Cidade (Bauru) - 11/20/2008

Nome
Email
Fundo de Tela:
Escolha sua configuração e baixe o seu:
Desenvolvimento: Aion Informática