EXÉRCITO e ÍNDIOS comemoram dia em Jaú

O evento comemorativo aos Dias do Exército Brasileiro e do Índio, realizado em Jaú (SP), além de inovador, foi muito prestigiado.

Com presença de um bom público, Professores, alunos e comunidade em geral, às escolas municipais de Jaú (SP) foram entregues "kits cívicos", contendo bandeira, cd com hinos oficiais e um folheto com instruções sobre aquele Símbolo Nacional.

O Prefeito Municipal de Jaú Osvaldo Francheschi Júnior, Secretários Municipais, representantes da sociedade organizada, e autoridades Militares da ativa e reserva de Jaú e região prestigiaram e participaram do evento.



DIA DO ÍNDIO

O cacique Anildo Lulu, lider da aldeia indígena Tereguá, das terras de Araribá, foi homenageado durante a solenidade realizada na praça defronte o TG 02-019, com a entrega de uma lembrança pela participação nas comemorações.

Encerrada a parte militar do evento, todos atravessaram a avenida rua rumo ao Ginásio de Esportes Doutor Neves, onde ocorreram as comemorações ao "Dia do Índio.

A comunidade indigena liderada pelo Cacique Anildo Lulu fez demonstrações de danças indigenas e em seguida assistiu as apresentações das crianças da rede municipal de ensino, devidamente caracterizadas para a data.

No final do evento, o cacique entregou convite às autoridades e professores presentes, para eventos culturais que ocorrerão no próximos dias 25 e 26 na aldeia, localizada em Avai (SP), onde serão mostrados os costumes em festas de duas etnias, Guarani e Terena, agradecendo nas respectivas línguas:

Porãeté (índios Guarani agradecem)

Aynapoyakue (índios Terenas agradecem)



ORDEM DO DIA

O Cerimonial da solenidades ficou a cargo do 1º Sgt Chaves, Chefe de Instução do TG 02-019.

Ao 1º Sgt Teran (Com Soc TG 02-019) coube a homenagem ao cacique Anildo Lulu e a leitura da Ordem do Dia do General-de-Exército Enzo Martins Peri, alusiva ao "Dia do Exército Brasileiro". Veja o texto da ORDEM DO DIA:

"Passados 361 anos do nascimento do Exército Brasileiro, encontramo-nos novamente perfilados para, uma vez mais, reverenciar atos heróicos de brasileiros que, em 1648, nos Montes Guararapes, reagiram à ocupação estrangeira. Coragem e sangue, audácia e determinação conduziram irmãos de três raças a alcançar a vitória sobre o invasor com o mesmo sentimento de brasilidade que até hoje tem caracterizado toda a história de nosso Exército.

Ao longo desses séculos, consolidando a Independência, pacificando províncias, defendendo o território, fortalecendo a república e lutando pelos ideais de liberdade em solo europeu, a gente de nossa terra envergou a farda que tanto nos honra para, sob o manto dessa “segunda pele que adere à alma”, fazer do Brasil o país forte e soberano onde hoje vivemos.

Cultuar-lhes a memória é continuar-lhes os feitos. Embora nos felicitemos por identificar hoje apenas nações amigas em nosso entorno estratégico, o Exército Brasileiro, como força armada, permanece esteio e segurança de nossos cidadãos e, além disso, presta solidariedade a outros povos com uma ativa participação em operações de paz. A observância da destinação constitucional, o apego à legalidade, a elevada motivação e o acendrado compromisso com a Pátria permanecem inalterados na Instituição, a despeito de dificuldades de diferentes naturezas.

Nos dias atuais, em que a Estratégia Nacional de Defesa reconhece a imperiosa necessidade de o Estado Brasileiro dar maior atenção à sua defesa, projetos de grande envergadura norteiam a evolução da Força Terrestre. Amazônia Protegida, Mobilidade Estratégica e Combatente Brasileiro do Futuro, entre outros, são projetos que têm por objetivo dotar a Instituição das capacidades que a Nação requer e que você, Soldado Brasileiro, deseja de longa data. Trabalhemos todos por dar-lhes consecução.

A nossa Força supera obstáculos, conquista objetivos e mantém-se em estado de prontidão graças, principalmente, ao valor de sua gente. Olhar altivo, vontade inquebrantável, culto à verdade, ética, disciplina e intenso amor pelo Brasil são marcas da alma verde-oliva. O Exército é credor da confiança e do respeito da sociedade a que serve. Jamais abriremos mão dessa conquista.

Somos, realmente, “da Pátria a guarda, fiéis soldados, por ela amados”.

Homenagear o Exército Brasileiro no dia de seu aniversário é cumprimentar você, homem e mulher, fardado e civil, da ativa e da reserva por uma vida de renúncia e dedicação integral ao serviço da Pátria.

Fomos, somos e seremos sempre pelo Brasil, acima de tudo!


General-de-Exército Enzo Martins Peri
Comandante do Exército."

CURIOSIDADE

Dentro das recentes comemorações do Dia do Hino Nacional e neste Dia do Indio, reproduzimos aqui um interessante vídeo do Hino Nacional, executado na língua guarani pelo cacique guarani Tukumbó Dyeguaká durante confraternização das aldeias Tupi-Guarani e Guarani em 26 de janeiro de 2008, nas comemorações da demarcação da Aldeia Piaçaguera:

Datas Comemorativas - Dia do Exército e Dia do Índio - TG 02 019 - 4/19/2009

Nome
Email
Fundo de Tela:
Escolha sua configuração e baixe o seu:
Desenvolvimento: Aion Informática